sexta-feira, 13 de junho de 2008

FILIPÃO

OAT!!!

- O nosso Filipão partiu desta Terra onde estava em sofrimento, seguramente para cumprir um desígnio superior neste Universo. Não há nenhuma outra razão para a sua partida. Aos Pais e Família dele mando um abraço apertado de solidariedade e de Amizade, pedindo-lhes que acreditem que o Filipão do firmamento olhará por todos, com o Amor e a Pureza só existentes numa criança.

- Nunca deixem de sentir o Filipão por perto porque perto ele estará sempre e precisará das vossas energias positivas para prosseguir o seu caminho.

- Também eu perdi um sobrinho com cinco anos, meu afilhado, e não tenho a mínima duvida de que, olhando por mim, ele foi parte fundamental na minha cura.

- O Filipão existe e cuidará das pessoas que nesta Terra sempre lhe deram Amor, assim retribuindo o muito que lhe foi dado.

Por e pelo Filipão, nunca nos esqueçamos de o recordar com Alegria.

Um abraço apertado a toda a Família,

Salvador

39 comentários:

iw disse...

Um grande beijo à família do Filipão.

iw disse...

Peço desculpa, esqueci-me de assinar a mensagem anterior:
Isabel

Céu disse...

DR. Salvador
Só ontem tomei conhecimento do seu caso e uma vez que vim imediatamnete ao seu blog, fiquei a conhecer um outro mundo, o vosso mundo, sinceramente desde ontem à noite, já vim ao seu blog uma dezena de vezes , sinto muita admiração pela vossa força, coragem e ajuda mútua.
Um dos primeiros nomes que li e a quem o Dr. Salvador se dirigiu foi o do "Filipão", e hoje fiquei sem palavras quando me apercebi.... FORÇA, toda aquela que vocês já têm e muita, muita mais!
Um forte e compreensivo abraço com os olhos razos de água para toda a família e amigos do FILIPÂO.
Céu Bento

Anónimo disse...

Salvador e Catedral,

Estou de regresso e a minha alma, coração, está aqui convosco.

Sou vosso também Mar de Gente Tão Boa.

As minhas primeiras palavras são para a familia do nosso Muito Querido Filipão aceitem um sentido abraço, nesta hora tão dificil.

Pais, familiares eu sei que é muito dificil, mas este nosso Filipão vai certamente olhar por todos nós.

Todos estamos aqui mais unidos ontem ainda estava no avião enquanto decorria a entrevista.

Já a vi ia longa a noite, e que sorte a minha ao lado do nosso Salvador.

Sabem uma coisa tive estes 3 dias fora e saudades grandes tive de voces.

Voces fazem parte da minha vida.

Gosto muito de voces todos, e eu estou sempre aqui convosco hoje num momento muito triste.

Até amanhã e Filipão jã estãs a olhar por nós Meu Querido.

Branca grande beijo minha grande amiga apetece-me dstingui-la Amiga

Pedro Ventura-Locomotiva

Anónimo disse...

Olá

Não vi a sua entrevista. Ouvi, várias vezes, anunciá-la.
Se não estivesse a trabalhar, talvez tivesse dado uma espreitadela. E digo - talvez - por uma razão simples mas triste.
Perdi um filho há oito meses. Vítima de cancro no cólon aos 27 anos.
A força era a mesma que dizem que tem; o optimismo e bom-humor contínuos.
Trabalhou sempre e com paixão pela música, pelos amigos, pela mãe, pela família.
No fim, deixou-me assim, aqui,...
Foi exemplo de coragem e grandeza.
Chamava-se David. Tinha 29 anos.
Fico satisfeita por tudo estar a correr bem consigo.
Dá-nos esperança.
Toda a sorte do mundo é o que, sinceramente, lhe desejo.

elvira carvalho disse...

Acabei de saber pela Branca. À família do Filipão porque me faltam as palavras, envio um forte e silencioso abraço.

MTonnies disse...

À familia do Filipão, por falta de palavras que façam sentido:

"
And if I go,
While you're still here,
Know that I live on,
vibrating to a different measure
behind a veil you cannot see through.

You will not see me,
so you must have faith.

I wait for the time we can soar together again,
all aware of each other.

Untill then, live your life to its fullest,
and when you need me,
just whisper my name in your heart.

I will be there."

E estará, seguramente.

Madalena disse...

Primeiro quero deixar à família do Filipão um forte abraço sentido e quero, se tal me for permitido, fazer minhas as palavras do Salvador. Quero também agradecer ao Salvador a coragem que passou para todos os que o viram e ouviram ontem. Para mim foi muito muito importante. Até pelo facto de ter cada vez mais certezas de que esta uma das experiências pela qual ninguém quer passar e da qual fugimos a sete pés. Contudo, se um dia somos apanhados, há que saber fazer destes momentos uma lição para a vida: a nossa e a dos que nos rodeiam. Para além de se poder certificar o quanto significamos para outros. A doença do corpo converte-se em amizade, amor, carinho, paciência e vontade de ajudar outros.Obrigada pela lição!

Anónimo disse...

é um exemplo de fé e de coragem para todos nós.corri logo para o seu blog para através destas palavras lhe transmitir todo a minha admiração e" amor" como pessoas que existimos no mundo.
para a família do filipão um abraço .
fátima

anabela disse...

Antes de tudo, um abraço á familia do Filipão, e já agora para ele também.........porque não?
Caro Salvador, ontem tive o prazer de ver a sua entrevista, grande homem é o Sr., grande coragem, grande força.
Estou aqui a partilhar convosco estas palavras porque também estou a viver uma situação muito próxima de alguém muito especial que sofre de cancro.Um mieloma.É a ternura em pessoa, tem uma força de vencer, um sorriso e um olhar de tal forma arrebatador que é impossivel ficar indiferente. Sei que ele vai vencer esta luta; recuso-me a acreditar que assim não seja. Por todos os momentos que partilhámos e por todos aqueles que estão para vir, esta luta tem que continuar. Os bravos comoomeu querido Luis podem tombar, mas levantam-se a seguir.......e cair jamais. Um grande abraçopara ele e para todos os Catedralistas.Anabela

Anónimo disse...

sempre adorei o tio desde que o conheci ,
tenho imensas saudades do tio
tenho pena que o tio se tenha afastado de nos há cerca de 3 anos
tenho saudades das ferias na balaia juntos e dos fim de semanas juntos...
Grande Abraço tio , tenho orgulho em conhece-lo

NAO SOU SOBRINHO MAS SOU FILHO DE GRANDES AMIGOS DO TIO

Anónimo disse...

olhei....ouvi...vim aqui....não tenho palavras para te elogiar....queria apenas sentir a tua mão em meu rosto para poder receber um pouco da força que tens para levar a vida em frente.....ai este caminho é tão dificil.... a vida ,,,,perdoua me
perdão
Candida fernandes

JCS disse...

--Ouvi a sua entrevista na RTP e duas vezes na RTPN.
--O cancro a sida e as doenças raras, são doenças sob as quais tenho um grande carinho.
--Tenho muitas pessoas com essas doenças e tento apoiar o máximo que possa e me é permitido.
--Gostei da simplicidade e optimismo da sua parte.
--Nada de queixas, nada de lamúrias, nada de subestimação, nada de nada, apenas força, coragem, fé e determinação em vencer.
--Liguei para vários amigos para verem a sua entrevista.
--A reacção foi muito boa, obrigado e bem haja.
--Que Deus permita que continue a divulgar a sua mensagem de força, coragem e determinação.
--"Se a vida nem sempre te sorri... repara o Sol nem sempre brilha mas existe... uma nuvem tapa o sol, mas é passageira.
--"Eu estava triste porque não tinha sapatos, ao subir a rua encontrei um homem que não tinha pés."
--Muito obrigado por o conhecer.
José Carlos Santos.

amigona avó e a neta princesa disse...

Deixo um abraço de amizade...parabéns...

Brancamar disse...

Querido Salvador,

Foi tal a avalanche de comentários que fui lendo depois da entrevista e eu sem ter computador disponível, a ver aos poucos e a comentar conforme podia e também hoje o dia foi tão absorvente profissionalmente que só agora me sento com a serenidade que merece para lhe dizer como fiquei feliz de o ver cada vez melhor. Acho que já recuperou alguns quilitos, que maravilha!
Que postura, que mensagem! Impressionou-me este mar de reacções tão positivas. Ninguém, mesmo quem está a viver problemas ou já os teve veio cá com queixas, acho que a sua postura emprestou dignidade a todas as patologias, a todos os doentes e a todas as situações.
Como foi bom ver os testemunhos dos nossos amigos que não o largaram estes meses, nem na cama do hospital. Gostava de ter ouvido uma daquelas enfermeiras a quem vocês punham os cabelos em pé ou em sério risco de ficarem elas doentes de tanto que se riam,eh!eh!eh! Não vi, mas iamginei pelas descrições.

Querido PedroV, obrigada. Hoje também o quero destacar e mandar-lhe um grande beijinho pelo seu regresso. SEntimos a sua falta.

Por fim queria dizer que hesitei bastante em transcrever nos comentários anteriores a mensagem da Graça, sei que ela não o faria pela mesma razão, para não perturbar a onda de textos positivos que estavam a aparecer.
No entanto a notícia acabaria por surgir porque iriam perguntar pelo menino e pareceu-me que aquela forma que a Graça utilizou por mail, aproveitando o poema que o mtonnies aqui escreveu era sem dúvida a melhor forma de o sabermos e a mais terna e digna porque assinada pela própria Graça e pela Raquel, a mãe do Filipe. E fiquei admirada como a Catedral reagiu,não emudeceu, é como se ele estivesse aqui connosco e fosse um pouco o nosso menino. Estará concerteza sempre no coração da Catedral, porque foi uma luz que por aqui passou...
Beijinhos para todos.
Branca

OBSERVADOR disse...

Sobre o Filipão já escrevi no "post" anterior.
Mantenho o que disse.

O Filipão continua connosco e nós mantêmo-lo no nosso seio.
Que os familiares não me levem a mal.
Ele, o Filipão, vai querer que pensemos nele como ele era.
Quero pedir-te uma coisa, Filipão.
Olha pelos teus, não os deixes enfraquecer.
Um beijo, Filipão. E até sempre!!!

Querida Catedral. O que eu sinto por vós não tem explicação.
Embora não me liguem nenhuma (sorriso) adoro-vos.

O Pedro fica proibido de se ausentar. Certo?

A Branca fica com a responsabilidade de tomar conta do seu (dela) computador para que não se avarie.

O Salvador continua com a obrigatoriedade de saber transmitir o que sente.

Meus caro Amigos, abraço-vos.

MTonnies disse...

E uma LUZ que por aqui continua e continuará, Brancamar, porque,

"
-What about when we are dead and gone?
Will you love me then, does love go on?

-Look at the stars in the sky,
how they shine and glow.
Some of those stars died a long time ago.
Yet still they shine, in the evening skies.

For, you see, LOVE, like STARLIGHT,
Never Dies.
"

Anónimo disse...

Por algum tempo ausente da escrita, não da leitura, queria deixar um abraço muito grande á familia do Filipão.
A vida é isto mesmo, há uns que continuam a lutar por aqui, e outros que passam para uma nova etapa, sem nunca deixar para trás os que ficaram.
Para os survivers, também um grande abraço, porque a vida continua e, vamos seguir o exemplo do nosso Salvador, aproveitando cada bocadinho o melhor que pudermos.

Tomazini

Carecaloira disse...

Mais uma vez BOM DIA

já escrevi no outro post, por isso agora é só para vos desejar um bom dia.

E mais uma vez, à familia do Filipão: força, ele está a olhar para vós.
Filipão: olha pelos teus nesta altura tão dificil.

Salvador nunca se esqueça de nos dar a sua palavra, é tão importante.


Um beijo para todos
(peço desculpa, mas sinto que esta casa também já é um pouco minha)

jaime latino ferreira disse...

Salvador Vaz da Silva
A propósito da Grande Entrevista a Judite de Sousa, enviei-Lhe para o Seu endereço que começa por noreply@ ... uma carta impressionada, à qual gostava que me respondesse.
Obrigada,
Jaime Latino Ferreira

Anónimo disse...

Vi a sua entrevista e revi-me completamente nela.
Foi-me diagnosticado um linfoma em 2003 e passei por todo o processo: quimioterapia, radioterapia e transplante, isto sem falar da quantidade infindavel de exames antes durante e ainda hoje.
Felizmente correu tudo bem, e foi tal e qual como o Salvador disse os médicos que façam a parte deles que a minha parte eu faço-a pois sempre acreditei que me ia safar. E aqui estou hoje sem problemas e já com uma filha linda.
um bem haja para si

Anónimo disse...

Bom dia,Sr.Dr.

Ouvi a sua mensagem que bastante me sensibilizou, dou-lhe os parabéns por ser tão coragoso e ter tanta força, que Deus o conserve assim por muitos e longos anos.
Infelizmente também tenho esse problema na minha casa pois o meu marido já foi operado ao rim porque tinha esse bicho mau, mas muito feio e mau.Fez uma segunda cirurgia quando vieram os resultados o médico disse-me que já estava no pulmão e que lhe restavam poucos meses de vida.Felizmente há um medicamento novo que é o SUNITINIB(SUTENT) de 50 mg, este medicamento tem grandes e péssimas contra indicações mas segundo opinião médica em 10 casos 8 são salvos.O meu marido tem aguentado este medicamento e tem melhorado pois tem tido a ajuda dum Naturopata - Reflexologista, todas as semanas tem tratamento pois faz relaxamento, reflexologia e Reiki, só lhe garanto que tem mãos Santas,tem muita energia positiva e uma capacidade fora de série pois sei de muitos casos fantásticos que são autênticos milagres,não é bruxo e nem gosta que lhe digam isso.O meu marido já fez novos exames e felizmente no pulmão já desapareceu e no fígado diminuiu . Antes de começar o tratamento com o Dr. FREITAS, o meu marido já não se aguentava de pé pois não tinha forças, tinha hemorregias, não comia nada, enfim uma série de complicações que quem já passou por isso sabe como é, só lhe digo que no 1º tratamento ele comeu muito bem e as hemorregias acabaram, voltou a ter força para andar e mais alegria para viver. Tive a minha mãe com 96 anos que teve um enfarte e quando saiu do hospital não andava, este médico em três tratamentos conseguiu que ela andasse. Uma senhora que veio de Inglaterra pois diagnosticaram-lhe um cancro nos intestinos pesava 35 kg e com os tratamentos deste médico ela ficou curada e já pesa 7o kg. A minha sobrinha estava de 8 meses de gestação quando a genecologista lhe disse que o bébé estava em risco de vida pois só pesava 1,260 kg, então ela foi a este médico e um mês depois o bébé nasceu com 3,5kg lindo e perfeito. Outro caso, uma senhora que no hospital ao fazerem-lhe uma biópsia na perna para lhe descobrirem que doença tinha arranjaram-lhe uma ferida que ao fim de 3 anos ainda a mantinha e cada vez maior, pois os curativos que lhe faziam nada adiantava, pelo contrário cada vez mais aumentava.Ela teve conhecimento deste médico e lá foi, posso garantir-lhe que em 5 meses a ferida sarou por completo, esta senhora tem a doença de Lupus e também conseguiu adormece-la. Há muitos casos e estaria aqui a descrevê-los pois penso que não será necessário.Este médico chama-se CARLOS FREITAS e tem o consultório no Pinhal Novo na Rua José Régio nº 58 r/c Dtº, dá consultas às terças e quintas - feiras, mas se fôr um caso muito urgente falando com ele atende em qualquer dia e se necessário também o atende todos os dias até ficar bem.
Tente lá ir e vai ver que não se arrepende, desejo que continue com essa força.
Que Deus o abençoe, e obrigado pela coragem que transmitiu a todas as pessoas que tiveram o privilégio de o ouvir.
Cumprimentos, Maria Isabel Morais.




isa-morais@sapo.pt

Ana disse...

Tambem sou doente, não de cancro, mas tambem grave e posso garantir que é verdade, o poder da mente, sempre ajudada pelo apoio dos amigos, faz milagres! Não o ouvi falar de familia, mas isso não é o mais importante, acredite!os amigos, que nós escolhemos,são imprescindiveis.Falo com conhecimento de causa, não só por mim, mas por ter visto imensos casos iguais ao seu pois trabalho no IPO e fico sempre contente e recompensada por algumas coisas que não correm bem Ana

paula disse...

olá. Muito boa tarde.
O meu nome é paula e tenho uma grande admiração pelo seu percurso de vida.
Também eu faço esssa caminhada numa luta sem tréguas contra o cancro. Entreguei no colo de jesus uma princesa de 4 anos com cancro. Iniciámos a luta no dia 4 de setembro de 2007 com 20% de hipotese de sobreviver. já esteve a lutar contra a morte pelo menos 4 vezes...Mas continuamos a caminhar com muita fé...
Temos outra coisa em comum...Também nós temos um blog onde é mais facil libertar as nossas dores, as nossas alegrias...
beijinhos de luz
bem haja por ser quem é!! E pelo testemunho que nos dá...

Maria disse...

Olá, saudações angelicais para todos os que lerem esta mensagem. Acredito que todos somos uma molécula de DEUS, energia Divina e que quando largamos o invólucro, a que chamamos corpo, nos ligamos ao criador voltamos às origens porque cumprimos o que antecipadamente escolhemos cumprir.Com muito amor tentamos sobreviver. É difícil, mas o amor e a fé tudo curam. Um abração com muita energia e força.
Maria

Anónimo disse...

Salvador Vaz da Silva

Caro Amigo,

Escrevo-Lhe agora, anexando a minha carta no Seu blogue.

O Meu Amigo não me conhece e eu fiquei a conhecê-Lo hoje da Grande Entrevista de Judite de Sousa, transmitida no canal um da televisão pública.

Ficar a conhecer é uma forma de expressão mas de algum modo, pela exposição se fica a conhecer alguma coisa de quem nos média se expõe.

O que na entrevista nos foi introduzido e por Si contado é verdadeiramente impressionante!

Pena que não se tenha falado do Seu livro A Catedral, do porquê do título que no entanto me atrevo a adivinhar ser o sacrossanto lugar dos grandes milagres, o indivíduo e o seu cérebro em particular (!), que confrontado com situações extremas, terminais mesmo, se revira e sabe Deus, dando os diagnósticos por inconclusivos.

Diga-me se o segredo, sinteticamente, não se resume ao que equaciono de seguida:

Atitude diante da adversidade sem a qual, não bastasse a doença, a depressividade nos corroe por dentro e exponencialmente;

Não falhar no tratamento, ser preserverante, ouvir e seguir também segundas, terceiras e por aí fora opiniões e aguentar-se ao barulho sem esmorecer que é tudo outra forma de dizer a atitude;

Finalmente, o ponto que mais me interessa, que foi aflorado de raspão na entrevista, mas, porque o tempo também era condicionado, não foi devidamente sistematizado!

Deixe-me que Lhe diga antes que graças a Deus nunca passei por uma situação como a Sua embora saiba o que é a adversidade e da importância que nela, atitude e preserverança somadas ao que a seguir Lhe digo, são da máxima, primordial importância:

O Poder da Palavra!

Como advogado o Meu Amigo já sabia da sua importância, como paciente porém e ao encontro das observações por Si feitas sobre esse tal médico americano a propósito do stress como factor perturbador do sistema nervoso central e com implicações em todo o sistema integrado que nós somos, despoletador do cancro, deu-se agora e de que maneira conta das suas implicaçôes!!

Estou em crer, desculpe-me a imodéstia (!), que o recurso catársico e logo também curativo que da palavra o Meu Amigo fez, não foi dispiciendo na inversão de um diagnóstico que o dava como perdido a curto prazo!!!

Trocou-lhe as voltas à morte, sim Senhor (!) e merece pois toda a minha consideração e respeito, mais a mais, pela entrega solidária a que se dedica também!

Costumo e para terminar dizer que:

Se Palavra é vida, o corpo é a extenção multipolar do nosso cérebro de onde nascem e brotam todas as palavras que só com tempo, investindo no tempo (!) e contrariando o stress podem ser ditas ou escritas!

E ao dizê-las ou escrevendo-as ainda mais (!), reforça-se e desenvolve-se a rede neuronal com implicações ainda hoje difíceis de medir na inversão da doença ou na sustentabilização da saúde individuais e colectivas!!

Muito obrigado pelo seu exemplo, Sou e ao Seu dispôr

Jaime Latino Ferreira

Estoril, 12 de Junho de 2008

Maria disse...

Olá Salvador, tenho fé que este blogue vai perdurar pela sua vida fora, apesar de já estar curado, para energizar todos aqueles que precisam e partilhar o amor universal que todos têm para dar e que eu pensava que estava em vias de extinção.Na quinta feira encontrei um dos meus amigos que também luta com uns bichinhos e por ele soube da edição do seu livro e da entrevista que ia dar nesse dia. Comprei o livro mas não me foi possível assistir à entrevista.Nada acontece por acaso. Todos estamos ligados de uma maneira ou da outra. Sinto-me ligada a si por diferentes razões: Sou uma sagitariana com o número de caminho 7 , o meu avô paterno chamava-se Salvador Malheiro e há já alguns anos adoeci e não fora os amigos, talvez hoje não estivesse a comunicar consigo.Nessa altura não tínhamos internete e foi através do amor de todas as pessoas amigas que me rodearam e de um livro que me ofereceram,you can heal your life da Louise L.Hay que consegui superar. Admiro profundamente a sua força,a sua coragem e o seu humor.Que a energia e Força Divinas sempre o acompanhem e preservem de qualquer bichinho.Até amanhã
Maria

OBSERVADOR disse...

Permitam-me que chame a atenção ao senhor Jaime Latino Ferreira que nunca se responde a um mail enviado por "noreply@..."
O próprio termo (no reply) diz isso mesmo.
É, por isso natural que a sua mensagem não chegue a quem deseje.

Mui buenas tardes Catedral.

Abraço-vos

jaime latino ferreira disse...

Meu Caro Observador,
Se a minha mensagem chega ou não a quem de direito não sei mas a Si, pelo menos, já chegou!
Eu já suspeitava que o tal endereço noreply (...) quizesse dizer isso mesmo que o Meu Amigo me confirma mas sabe, é a primeira vez que interajo com um blogue e tanto assim é que apareço como um anónimo, qualquer passo mal dado na inscrição (!?), embora assine com o meu verdadeiro nome o que escrevo na esperança que se venha a entabular não um no mas sim um crossreply entrecruzado, verdadeira interacção dialogante já que é essa que verdadeiramente reforça pelo próprio entrecruzamento, o poder da palavra e logo a rede neuronal e o comando central também!
E o que digo, não sendo palpite curandeiro, sério é!
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 14 de Junho de 2008

OBSERVADOR disse...

Caro Jaime

Percebeu a minha intenção. A de o ajudar a esclarecer. Tão só.

Quanto ao resto, não percebi a do curandeiro mas ... no problem.

Cumprimentos

jaime latino ferreira disse...

Meu Caro Observer,
Percebi, concerteza e até pala ironia com que escreveu (!), a intenção da Sua mensagem!
Aproveito, aliás, para Lhe agradecer a frontalidade com que se me dirigiu e que muito me ajudou a integrar no blogue!!
Quanto ao curandeiro ...
Já percebi também, que ao Meu Amigo não Lhe escapa nada!!!
Repescando a mensagem de ontem de Salvador Vaz da Silva, dela se deduz e corrija-me se estiver errado, que para lá de uma atitude que importa cultivar, axial diria, é fundamental que se sigam todos os preceitos clínicos sem os quais, como rede, diria, a atitude, em si mesma, de pouco ajuda.
A atitude predispõe e os preceitos clínicos, seguir as indicações médicas com exaustivo rigor, dispõem e curam, tendencialmente, como não...
Apesar de todos os exponenciais avanços científicos, sabemos, que este conhecimento não é absoluto, nem mágico, nem curandeiro!!!
Era nesse sentido que me referia às curandices que elas também tudo podem atrapalhar e independentemente de cultivarmos uma atitude positiva!
Os preceitos e a prática clínicas encerram em si, sistemáticos que são, toda uma experiência que não é em vão que se chama científica e a sua ajuda e eficácia são fundamentais!
Neste contexto e enquadramento, faz então sentido aquilo a que chamei o poder da palavra.
Fui claro!?
Uma vez mais obrigado, meu caro Observador, ao dispôr
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 15 de Junho de 2008

OBSERVADOR disse...

Foi claro, sim senhor, caro Jaime Latino Ferreira.

E não tem que me agradecer.

Uma boa semana para si.

Cumprimentos

Graça Lopes disse...

Cheguei ontem à noite à noite a casa depois de 24 horas quase sem dormir junto da Raquel, Filipe e restantes familiares. Passamos a noite junto do corpo dele que por incrível que pareça, depois de tanto sofrimento, ficou com um sorriso nos lábios. Pensei que me ia custar muito mais, mas a serenidade da Raquel foi fantástica! Foi uma mulher de armas, apesar dos seus 25 anos! Foi ela que nos deu forças a todos e acabei por ficar aliviada e com uma paz que já não sentia há muito tempo. Nunca pensei que me iría sentir tão calma e com tanta paz! Já é obra do Anjo que Deus chamou para junto dele! Ontem ainda estive a ver a mensagem do Salvador e de todos os amigos que me fizeram chorar mas de comoção! Queria agradecer a todos, nome por nome mas ficaria um texto demasiado longo. Agora é que sinto o verdadeiro significado “deste mar de gente boa”. Bem hajam.
Salvador, não tenho palavras para si! Tudo o que poderia escrever fica muito aquém do que realmente sinto! Estamos consigo. Obrigada por existir!
Um abraço com muita energia positiva para todos.
Graça

jaime latino ferreira disse...

MAR DE GENTE

Mar é o cheiro que se sente/
Que se ergue como espuma onde a morte/
Na praia se dissolve de repente/
E à gente a acolhe como a sorte/
-.-
Gente que se abraça desde o norte/
Ao sul da alvorada e ao poente/
Gente como um mar cheio de recorte/
Que à morte a estremece e não mente/
-.-
Mar chão que se espraia e que bem rente/
À Terra a bendiz e é suporte/
A benze nos que jazem e nos que invente/
-.-
Gente cheia de alma e que entorte/
Que afaste essa morte mesmo a quente/
E encha de amor firme e ao Teu porte/
-.-
Não foi em vão que morrestes!
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 15 de Junho de 2008

iw disse...

Graça e Raquel,
Tenho pensado muito nas duas e no Filipe.
Continuo a rezar por vós.
Muitos beijinhos
Isabel

jaime latino ferreira disse...

ESTRELAS

Olhai estrelas no céu/
Que as há sempre a despontar/
Estrelas há que como um véu/
Fingem não terem lugar/
-.-
Estrelas há que são chapéu/
No firmamento a brilhar/
Outras há que não são réu/
São uma ferida a sarar/
-.-
Olhai estrelas no céu/
Outras tristes a chorar/
Abraçai-as são troféu/
E têm sempre lugar/
-.-
Ao Filipe, à Graça e à Raquel
-.-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 16 de Junho de 2008

Elisabete disse...

É com enorme comoção e com os olhos rasos de lágrima que me dirijo à Raquel e a toda a família do nosso sempre Filipão...um forte abraço...e que o nosso menino (perdoe-me Raquel) cuide de todos nós.

A toda a família: Que a dor que sentem no momento se transforme rapidamente em força e alegria... por ele…

À Graça: O meu obrigada por sempre nos ter dado notícias e sempre de uma forma tão suave e tão bonita...

Ao Filipão: Continuarás sempre nas minhas orações e porque agora estás mais perto de Jesus, cuida de todos nós...

Abraço silencioso e muito, muito comovido (não fosse também eu mãe)

Cristina disse...

Caro Salvador,(desculpe deixar o Dr de fora)
Vi a sua entrevista na RTP pois acabei de perder o meu irmão mais velho que como o Salvador, tanto batalhou. Dizia ele que "estes bichos malditos não vão dar cabo de mim, primeiro dou eu deles". Infelizmente assim não foi, mas admiro a sua coragem e força, tal como admirava no meu irmão. Sempre dissémos os dois que a doença só o venceria se ele deixasse. Mas desta vez foi ela que venceu. De qualquer forma, não podemos perder a esperança, pois essa será sempre a última a morrer. A todos, mas a todos mesmo, não se deixem esmorecer...... Perdi um irmão, mas ganhei força, a força que ele me deu quando estava doente. Por isso meu caro Salvador parabéns pela pessoa que é.
Cristina Cohen

amiga disse...

ola sr salvador e com gratidao que lhe dirijo estas letras pela sua coragem epela sua força e pelo carinho que dispensa aos outros que tambem sofrem e fazem nos pensar a nos que por enquanto vamos tendo saude e estamos sempre com os nossos lamentos que voçes sao os verdadeiros herois deste pequeno mundial que e a nossa vida uma simpes passagem no tempo que voces lutadores agarram e mostram como as nossas vidas podem ser futeis e tolas força para o resto da caminhada seja curta ou cumprida