domingo, 2 de dezembro de 2007

...TANTO BATE ATÉ QUE FURA.

OAT!!!




Que verdadeiro é este provérbio e que bem se aplica ao que tenho visto nesta Catedral!



- A qualidade Humana e Literária da grande maioria dos comentários recentes mostra à evidencia que a água mole - representada pelo Bem, pela Fé, pela Energia, pela Força, pelo Acreditar - tanto bateu que furou a carapaça da indiferença das pessoas - representada pela falta de Atenção pelo próximo, pela incapacidade de abrir verdadeiramente o coração aos outros com humildade, pela enorme falta de Atenção para com os seres humanos que sofrem de solidão mesmo ao nosso lado...



- E furou essa carapaça, construída pelas pessoas como defesa quase inconsciente perante uma sociedade que deixou de valorizar a simplicidade e a enorme necessidade de promover os verdadeiros valores como os da Solidariedade, Entre-ajuda, Companheirismo, Amizade, Entrega, Humildade, Fé, Esperança e Amor no seu estado mais puro...



- Uma carapaça construída por cada um no processo de viver, ou de sobreviver, numa sociedade cada vez mais materialista, mais imediatista, mais voraz, mais exigente na forma de ocupar o tempo em busca dos sinais formais e aparentes de sucesso e de bem estar, na cultura da competitividade a todo o custo e por qualquer preço, numa sociedade em que as pessoas se "esqueceram" de que pouco importa a quantidade de coisas e bens materiais que se acumulam se não se tiver ao lado outras pessoas para as usufruírem connosco, em que as pessoas se "esqueceram" de que a verdadeira qualidade de vida é o TEMPO disponível para se poder estar e aproveitar o melhor que cada um tem para dar ao próximo, para partilhar o que de bom se conseguiu retirar da vida de trabalho, tantas e tantas vezes tão dura e esforçadamente. Partilhar, meus Amigos... essa sensação unica de viver com os Outros em Alegria tudo aquilo que, se vivido sózinho, deixa um vazio em vez de preenchimento, um amargo de boca de desilusão quando se verifica que não sabemos a quem ligar para nos fazer companhia quando a queremos...



- O que tenho visto nesta Catedral são as pessoas a voltarem-se umas para as outras, a Dar por Dar, a deixar a solidão tantas vezes imposta pelas circunstancias da vida "moderna" tipo - casa, trabalho, casa, trabalho - e a virem aqui partilhar com os outros ideias, piadas, reflexões, esperanças, testemunhos, às vezes parvoíces, mas interagindo umas com as outras, entregando parte do TEMPO que é a sua de qualidade de vida aos outros, lendo e vendo o que são os anseios e as necessidades que cada um tem de se expressar, em suma, IMPORTANDO-SE com os outros e assim tomando Alimento Espiritual para elas próprias.



- Ainda que outras razões não houvesse - e qui las hay, las hay - (deve estar mal escrito, sorry) bastaria verificar esta extraordinária interacção entre TODOS os que aqui habitam ou estão de passagem para me fazer feliz por ter sido e continuar a ser um dos participantes a quem foi dado viver esta experiência fantástica de verdadeira entrega que todos os dias aqui se passa.




- Como dizia a MM, pessoas que se pensava só falarem de carros de copo na mão, sentimentos profundos à parte, e que afinal têm esses ditos sentimentos com bem mais qualidade e em bem maior quantidade do que os copos que usualmente têm na mão e dos carros de que falam...



- Esta CATEDRAL é hoje, para mim, verdadeiro motivo de orgulho e faz-me acreditar mais e mais num mundo melhor que nos cabe a TODOS nós construir, a partir das nossas diferentes experiências, expectativas, maneiras de ser e de estar na vida - através da partilha e da integração de tudo isso, do saber dar e receber com a mesma simplicidade e abertura de espírito. É neste, a que os índios chamavam o "Grande Manitu", que está a verdadeira matéria prima do Futuro, e o Futuro não é de mais ninguém a não ser NOSSO. Cuidemo-lo como se de um Bonsai se tratasse e os frutos virão, tão certo como a nossa CATEDRAL ser já um primeiro grande fruto do futuro de cada um de nós.

-Mais logo volto com a técnica. Obrigado a todos por franquearem a entrada desta CATEDRAL tantas e tantas vezes. É por e para isso que foi erigida sem portas.

Até breve,

BEIJOS E ABRAÇOS,

Salvador





29 comentários:

Joana disse...

Aqui tenho vindo para saber como está quem está nas minhas orações. Lembrando-me sempre do que dizia o Santo Padre Pio: «Não se canse de importunar o Sagrado Coração de Jesus.»
Como batem fundo as suas palavras de hoje, Salvador! Na verdade, a Vida só faz sentido quando partilhada. Tudo tem outro sabor.
Não podia vir mais a propósito a sua conversa, no dia de hoje, o 1º Domingo do Advento. Acho que estamos a preparar os nossos corações para o Natal de Jesus. Este do dia 25 de Dezembro e aquele que queremos fazer com quem está à nossa volta, com todos os que vão passando por nós todos os dias da nossa vida.
Olá Ana Lobão. Olá Pedro Ventura. Olá João Ventura.
No dia 23 de Nov fui a «mãe do Manel Menano».
Joana Freud...

Carla disse...

Que inspiração Salvador...
Eu para aqui estava a escrever um articulado e de vêz enquando assola-me a enorme tentação de vir "espreitar" a Catedral, e eis senão quando me deparo com tão bonitos pensamentos traduzidos em escrita para com todos nós ser partilhada...
É bem verdade, nás somos sempre muito mais do aquilo que imaginamos, temos forças que podemos usar se quisermos que tocam o "para além de nós"!
Adorei Salvador, Adora que esteja aqui conosco a ensinar-nos sempre a sermos a sermos melhores...
Um grande beijinho e muito obrigada!!
Carla V. Mesquita

Carla disse...

Onde se lê nás leia-se "nós"
onde se lê Adora leia-se "Adoro"
e leia-se apenas um "sermos".

Desculpe mas fico assim meia pataroca a escrever...

Jose Tomaz Mello Breyner disse...

Grande Salvador

Que bonito texto nos deixas aqui hoje texto esse muitissimo adequeado ao dia de hoje em que se inicia o Advento.

Mas se esta Catedral é assim, deve-se unicamente ao teu exemplo, e á lição de coragem diária que tu nos dás.

Como podemos nós ficar indiferentes a tanta força, tanta fé, e a esta maneira tão diferente que tens de encarar a adversidade?

Impossivel Meu Caro Salvador. Continua a ensinar-nos a viver e a partilhar estes teus momentos connosco, e verás a Catedral a crescer ao ritmo impressionate que tem crescido.

Um abraço amigo

Zé Tomaz

Anónimo disse...

Salvdor
Acho que vale bem a pena escreveres pouco durante um ou dois dois e depois compensares-nos com um texto destes...Estás cada vez a escrever melhor e a tocar-nos mais fundo. Tudo o que dizes é tão verdade e parece tão fácil de pôr em prática...
Obrigado, Salvador, és ÙNICO!!
Beijos
Petit

antónio disse...

Caríssimo Salvador

Percebo que tens vindo a descansar como deves, a divertir-te como podes e a reflectir sobre a vida, como é teu hábito.
Pois é, tu não brincas em serviço!
Brincalhão, irreverente, arrojado até ao limite, mas igualmente, atento, sensível e profundo.
Sabes que “a minha área” é mais a das “profunduras”, por isso me apressei a responder ao teu post de hoje.
O soldado alf tem andado noutras batalhas mas continua – Presente! Mesmo em tempos de descanso.
Porque dos tempos de paz, precisamos todos, mesmo em tempo de batalhas.
Um enorme abraço

elvira carvalho disse...

Boa tarde Salvador. Que bom que deu notícias. Mas... não foi passear, apanhar um pouco de sol? Sabe ás vezes as pessoas têm lá esses sentimentos todos mas não os mostram porque não é convencional, porque parece mal. Mas quando alguma coisa ou alguém esgravata a carapaça, salta tudo á superfície e o mundo fica um pouco melhor.
Um abraço, um resto de Bom Domingo. Até Logo

São disse...

Que o grnde Espírito (n)o(s) acompanhe sempre, meu caro!

joanna disse...

Inspiracional!!!
Muito bem dito Salvador - gosto bem do texto de hoje. Venho todos os dias a este blog ver as novidades e hoje foi especial.

Bjs
Guida

Repórter disse...

Não vamos ser "mais papistas que o Papa".
Poderia eu, comodamente instalado frente ao PC, olhos no teclado e no monitor, dar vivas à Catedral, só porque sim.
É mais que óbvio que toda esta gente que por aqui tem passado tem um denominador comum que dá pelo nome de Salvador.
Isto é evidente.
Nota-se, sem grande esforço, que TODOS "enfermam" da mesma intenção. A cura do Salvador e, entretanto, encorajá-lo, dar-lhe Força, sendo que cada um dá o melhor de si.
Não custa compreender que o Salvador, para além de ter o estatuto de ser humano, está igualmente cheio de virtudes que não são vulgares nos tempos que correm.
Assim é fácil gostar dele. Assim, a nossa vontade de "estar" com ele, é cada vez maior.
A Catedral é um facto. Na Catedral se exibem as mais sinceras palavras e os mais bonitos actos.
De Fé, de Solidariedade. Com tudo isto - e perdoem-me o alongar do texto - há que dizer o inevitável.
NÓS "amamos" o Salvador. Os que o conhecem e os desconhecidos. Os que por aqui dão uma vista de olhos e não têm coragem de comentar (conheço alguns casos) e os que explanam os seus sentires, por vezes, muitas vezes, de forma sublime.

Apeteceu-me ser mais longo. Não para escrever o que se apelida de "palha" mas porque senti que tal deveria fazer.
Pode chamar-se um desabafo com sentido único.

Obrigado, Catedral.
Obrigado, gente boa.
Obrigado, Salvador.

Abraço-vos com a sensibilidade que não sei esconder.

Boa semana.

iw disse...

Querido Salvador,
Voltaste inspirado.
Obrigada. Mil vezes obrigada.
Desejo-te uma Noite Descansada.
Beijinhos
Isabel

Tomas Melo Gouveia disse...

Salvador

Não sei se é por hoje ser Domingo, mas não pode ser mais apropriado o teu texto de hoje.

Para além de ser o 1º Domingo de advento, o Natal está a chegar com todos os excessos tipicos e a tendencia de se valorizar o que não tem valor e esquecer o que é realmente importante.

A luta que estás a travar e a forma como te abres a todos nós, mostrando o teu lado mais profundo, ajuda-nos a valorizar as coisas boas da vida, relativizando as menos boas, e por isso só temos que te agradecer.

Força para esta semana e aproveita bem o descanso, mas vai mandando noticias para a malta ficar mais descançada

Abraço

Tomás

Pedro Ventura disse...

Salva Meu Mano,

Não tenho palavras nem sei o que dizer ao chegar agora a casa e ler com calma o que escreveste.Mas de certeza e a saltar-me do coração tenho que te dizer:

Que sorte , orgulho sinto eu em fazer parte..... como tu ainda à pouco tempo disseste( desculpa a inconfidência), mas tu não levas a mal.

Tu realmente és úmico que lição Mano.A última vez que nos vimos faz 3ª feira 15 dias não pode nem deve ser.Trata lá de veres se podes vir a minha casa , eu ir à tua ou se te apetecer irmos por aí.

É dificil os teus Amigos são mtos, sabes e já te disse quem é teu amigo é meu e muitos já o são felizmente.

Esta Catedral é bem o exemplo do que está a acontecer hoje aparece a Joana Freudental já não falava consigo Joana à imenso tempo.Os nossos Pais eram tão amigos crescemos juntos não vejo o Miguel à tantos anos.É a tal vida que levamos como diz o Meu Mano Salva casa trabalho casa e depois sobra pouco.

Um Grande Abração Mano

P.Ventura

Xuxa disse...

Querido Salvador!

Como tem dado para ver,não sou de muitas palavras,mas mesmo assim prefiro vir aqui e deixar aquele abraço, do só ficar a pensar que tenho saudades e que gostava de te ver sem o dizer.
Vamos tentar combinar um almoço num destes fins de semana!

Um beijinho enorme
Xuxa

VascoG disse...

Meu querido Mano Velho,
...Such a speech... Nem imaginas o gôzo que me dá ler os textos com que nos vais continuando a brindar, imaginando como será possível a coabitação destas células tão bonitas e que fazem com que produzas estas maravilhas, ao mesmo tempo que na porta ao lado, travas uma guerra "do caneco" para tentar calar uma pic-up cheia de célulazinhas de merda que fazem questão de tentar fazer o barulho suficiente para calar estas Manas tão boas... É bom saber que as Manas continuam a dar porradinha da grossa a essas idiotas e que deixam que o Mano continue a alegrar aqui a rapaziada com estes momentos...
Por hoje já me vou,
Abraços para todos, sendo que, como de costume, o mais forte continua a ir direitinho para o Nosso Mano Velho

P.S.Peço desculpa por não ter desejado as boas noites ontem, mas atendendo à hora a que me deitei entendi que era melhor estar calado não fosse alguma rapaziada entender que era concorrência (desleal) para com os que se levantam cêdo...

M Tonnies disse...

Viva Salvador! Man!

Diz prái ( e confirmado mediante vistoria levada a cabo pelo nosso guarda nocturno ) que andas com boa cara e melhor disposição, o que é fantástico. A quimio já andará em reboliço, aos estrabochos dentro do teu organismo, à pazada ao celulame malimo e tu, por enquanto ( e oxalá sempre ) , sem efeitos colaterais. Bom sinal, óptimo sinal, quero crer!

E porque não é só o Salvador que precisa dos seus amigos ( e estes dele e do seu exemplo como esta história do blog é notória demonstração ) não queria deixar de vos pedir que façam uma visita à Martinha- cujo cantinho tive a sorte de conhecer ontem - ( prima do Salvador e sobrinha da prima Lobona )que é um bébé lindo que está a passar por uma fase muito difícil no seu começo de vida.

Só para ver o riso fantástico e tão cheio de vida e força e alegria deste bébé vale a pena ir ao seu cantinho que se chama "o Blog da Martinha " .

Quanto ao P Ventura, fica a saber que o Dino ( Mig Freud. ) está óptimo, igual a si próprio.

E pronto, Salvador, Man, como reza a "chuva" da Mariza, " há gente que fica na história da história da gente " e tu estás a correr esse risco e o teu combate está a correr esse risco..

Agarra os sonhos! Uma noite sossegada.

A elas, como sempre, foniquese!

vera disse...

Querido Salvador
Acabadinha de chegar da tal Campanha do Banco Alimentar, vim direita ao computador visitar a nossa Catedral, para ver se os meus pensamentos teriam tido alguma continuidade. Quando li o teu texto senti uma imensa alegria, porque tu disseste tudo o que eu queria continuar a dizer na mensagem que deixei à hora do almoço, e com a grande vantagem de tu escreveres muito melhor. Muito obrigado por tudo isto Salvador. Muito obrigado mesmo.
Beijinhos
Vera

PS- Bemvinda, querida Joana.

Anónimo disse...

pois é salvador casa trabalho,casa trabalho....mas olha nada melhor que chegar ao fim do dia e ler os teus pensamentos ,momentos realmente aprendemos muito contigo .espero que tenhas uma boa semana.
beijos leonor m.breyner

Bébé disse...

Salva,
Regressado da Cidade Invicta, terra do Fê-Cê-Pê, posso verificar com alegria o permanente entusiasmo da tua, nossa Catedral. Superiormente dirigida por ti, grande mestre e maestro.
Dez horas de descanso, maravilha! Bem precisas.
Mais uma vez vou precisar da tua ajuda: a Bébé deixou cair o meu NOKIA numa caneca de cerveja.
Mano, que devo fazer? Ainda tem arranjo? Mudo de software? Quanto ao NOKIA já o deitei fora.
Dorme bem e até amnahã
abração
Bébé

paulac disse...

Que texto lindo, Salvador!
Vim aqui espreitar a Catedral, porque estava com uma falta de inspiração (e pachorra!) para o meu trabalho (muito monótono)e saio com energias redobradas.
Obrigada!
Uma boa semana.
Paula Cortes

Brancamar disse...

Olá Salvador!
Bem, já tudo aqui foi dito sobre este belo texto e tudo o mais que acrescentasse se tornaria repetitivo.Mas, devo só dizer que esta profundidade, estes ensinamentos o Salvador os vem demonstrando ao longo de todos os textos que aqui tem colocado. Muitas vezes intervaladas com a brincadeira e sentido de humor, surgem belas e sérias reflexões
sobre a vida.Por vezes até nas entrelinhas do humor...
Bem haja por ser o ser humano que é e não foi por acaso que Deus o colocou no nosso caminho.
Tudo de bom.
Beijinhos.

Ana Cortez de Lobão disse...

Ó querido primão, estou sem palavras com a grandeza das tuas...

Hoje só te digo isto: por tua causa, este cantinho é muita bonito! Tu estás cada vez mais bonito e quem passa por aqui torna-se inevitavelmente numa pessoa mais rica...

A martinha agradece as visitas ao blog onde o mtoonies já deixou toda a ternura da pessoa bonita que é...

É um desafio duro que encaramos com confiança e muito AMOR. Assim como o fazemos com o Salvador.

um beijo grande
Ana

ptudella disse...

Carissimo Cavaleiro de Vaz da Silva mais uma vez surpreendes
esta atenta Catedral com os teus dotes narrativos, dignos de serem passados para um público mais vasto na forma do esperado Livro.
Toma como exemplo o teu colega Miguel S. Tavares , que passou a escrever o “Direito” por linhas tortas (salvo seja).
Espero que depois do Aplauso generalizado dos Blogueiros penses nisso muito a sério.
Gostei muito , e a edição do texto apareceu a horas decentes que não têem nada a ver com madrugadas.
O meu Sincero APLAUSO , FORÇA, e Um grande Abraço.

Pedro Tudella

primo maneli de serpa disse...

Ó primo então como vai isso? A aguentar firme aí com a guerra à bicharada? Vamos embora homem!

Aqui não chove nem faz orvalho mas 'tá um frio do car... pode ser carvalho que tambem rima...

Olha e para te distrair dessa coisa da terapia química, faz favor de vir até aqui a Serpa beber uma cervejola ao Zé Lebrinha que como sabes não há igual...

Aqui temos uma herdade da lobata que por sinal até é dos primos da lobona, onde o Cavaleiro pode dar umas cavalgadas...

Enfim e os petiscos do "molhó bico" na rua quente... uma terra cheia de atractivos para um gajo pá!

Um abraço aqui se Serpa e firme aí na porrada PHONIX

Maneli

Anónimo disse...

Querido Salvas
Espero que já estejas a descansar.
Dorme bem. Acabei de falar com a Madalena que te manda "viele kusse"
dali de Viena.
Um beijo meu também
Petit

João Miguel disse...

querido Salvador,
Comentava eu que a tua escrita estava parca nos últimos tempos.
Pois se é verdade que água mole em pedra dura (...) também não é menos verdade que "não há fome sem fartura".
Tudo o que nos escreveste é bonito e, mais do que isso, Verdade. Infelizmente poucos são os que, no seu dia a dia, praticam tais ditames.
É bom que te lembres e, principalmente, nos lembres a todos nós que, não há nenhum dia, nem nenhum momento, que não esteja alguém ao pé de nós à espera de uma ajuda, que bem pode ser, muitas vezes, um simples olhar, uma palmada nas costas,ou até, uma mera palavra.

Vai ser uma boa semana esta que agora começa. Ainda por cima,com um sete pelo meio. E QUE SETE!!!

Grande abraço,
João Elvas

iw disse...

Querido Salvador,
Um Bom Novo Dia.
Muitos beijihos
Isabel

MTonnies disse...

Bom Novo Dia!

A elas! Sempre a elas!

Foniquese!

Tomas Melo Gouveia disse...

Salva

Força para mais um dia que será seguramente BOM

Abraço

Tomás